o céu partido ao meio, no meio da tarde.

segunda-feira, 27 de julho de 2009

mares(iam)

- e a essa distância, como podes me tocar?
- ora, eu corro em tuas veias, transpiro sobre tua pele e escorro.
- tu és sangue?
- não, sou água. água salgada, e o que me faz correr em ti é o mar. ah, mar.

(suspiro)

F;

4 comentários:

subsenso disse...

Isso é bom.

camilacorado disse...

dê-me uma dose de inspiração
pr'eu sentir bem leve o sol
deitar na areia,
ouvi-lo cantar

afagando meu rosto
como gotas de algodão
esquentando minha pele
levantando meu torso
n'um balé mágico
sinistro e sinuoso
me tirando do chão

onde idéias são efêmeras
como um delírio rancoroso
na brisa que passa, assopra
rodopia e desbota

esse belo par;
eu e o mar.

-

obrigada pela passagem,
sempre bem-vindo por lá.

camila.
todaquarta.

Larissa Minghin disse...

eu sou apaixonada pelo mar.
há mar em mim.

lindo, lindo tudo por aqui.

Sentilavras disse...

ah, mar... é bom demais!